Brasileiros em finais sulamericanas

02/12/2010

Pode parecer incrível, mas a presença do Goiás na final da Copa Sul-Americana de 2010 é a 64ª de um clube brasileiro em uma final de competição organizada pela Conmebol (Confederação Sulamericana de Futebol). Das outras 63 vezes que chegou à final, o Brasil foi campeão 36 vezes, sendo que 11 dessas 36 tiveram o outro finalista também brasileiro. Das finais contra clubes estrangeiros, o Brasil venceu 25 e perdeu 27 vezes.

Dentre os clubes mais vezes finalistas, Cruzeiro e São Paulo empatam com 15 finais. Palmeiras e Internacional têm 7 cada. O Flamengo tem 6 finais, enquanto Grêmio e Atlético Mineiro têm 5. O Santos tem 4 finais e o Vasco tem 3. Fluminense e Botafogo têm 2 cada. São Caetano, Atlético Paranaense, CSA de Alagoas e agora o Goiás têm 1 final.

As competições consideradas foram: Copa Libertadores (1960-2010), Copa Sulamericana (2002-2010), Supercopa Libertadores (1988-1997), Copa Mercosul (1998-2001), Recopa Sulamericana (1989-2010), Copa Conmebol (1992-1999), Copa Ouro (1993-1996), Copa Masters da Supercopa (1992-1995), Copa Masters da Conmebol (1996), Copa Interamericana (1968-1998), Copa Suruga Bank (2008-2010)

Ano Competição Clube brasileiro Clube rival Resultado
1961 Libertadores Palmeiras Peñarol (URU) Vice
1962 Libertadores Santos Peñarol (URU) Campeão
1963 Libertadores Santos Boca Juniors (ARG) Campeão
1968 Libertadores Palmeiras Estudiantes (ARG) Vice
1974 Libertadores São Paulo Independiente (ARG) Vice
1976 Libertadores Cruzeiro River Plate (ARG) Campeão
1977 Libertadores Cruzeiro Boca Juniors (ARG) Vice
1980 Libertadores Internacional Nacional (URU) Vice
1981 Libertadores Flamengo Cobreloa (CHI) Campeão
1983 Libertadores Grêmio Peñarol (URU) Campeão
1984 Libertadores Grêmio Independiente (ARG) Vice
1988 Supercopa Cruzeiro Racing (ARG) Vice
1991 Supercopa Cruzeiro River Plate (ARG) Campeão
1992 Libertadores São Paulo Newell’s Old Boys (ARG) Campeão
1992 Supercopa Cruzeiro Racing (ARG) Campeão
1992 Conmebol Atlético Mineiro Olimpia (PAR) Campeão
1992 Recopa Cruzeiro Colo-Colo (CHI) Vice
1992 Masters Supercopa Cruzeiro Boca Juniors (ARG) Vice
1993 Libertadores São Paulo Universidad Católica (CHI) Campeão
1993 Supercopa São Paulo Flamengo Campeão e vice
1993 Conmebol Botafogo Peñarol (URU) Campeão
1993 Recopa São Paulo Cruzeiro Campeão e vice
1993 Copa Ouro Atlético Mineiro Boca Juniors (ARG) Vice
1994 Libertadores São Paulo Vélez Sársfield (ARG) Vice
1994 Conmebol São Paulo Peñarol (URU) Campeão
1994 Recopa São Paulo Botafogo Campeão e vice
1995 Libertadores Grêmio Atlético Nacional (COL) Campeão
1995 Supercopa Flamengo Independiente (ARG) Vice
1995 Conmebol Atlético Mineiro Rosario Central (ARG) Vice
1995 Copa Ouro Cruzeiro São Paulo Campeão e vice
1995 Masters Supercopa Cruzeiro Olimpia (PAR) Campeão
1996 Supercopa Cruzeiro Vélez Sársfield (ARG) Vice
1996 Recopa Grêmio Independiente (ARG) Campeão
1996 Copa Ouro Flamengo São Paulo Campeão e vice
1996 Masters Conmebol São Paulo Atlético Mineiro Campeão e vice
1997 Libertadores Cruzeiro Sporting Cristal (PER) Campeão
1997 Supercopa São Paulo River Plate (ARG) Vice
1997 Conmebol Atlético Mineiro Lanús (ARG) Campeão
1998 Libertadores Vasco Barcelona (ECU) Campeão
1998 Conmebol Santos Rosario Central (ARG) Campeão
1998 Recopa Cruzeiro River Plate (ARG) Campeão
1998 Mercosul Palmeiras Cruzeiro Campeão e vice
1998 Interamericana Vasco DC United (EUA) Vice
1999 Libertadores Palmeiras Deportivo Cali (COL) Campeão
1999 Conmebol CSA Talleres (ARG) Vice
1999 Mercosul Flamengo Palmeiras Campeão e vice
2000 Libertadores Palmeiras Boca Juniors (ARG) Vice
2000 Mercosul Vasco Palmeiras Campeão e vice
2001 Mercosul Flamengo San Lorenzo (ARG) Vice
2002 Libertadores São Caetano Olimpia (PAR) Vice
2003 Libertadores Santos Boca Juniors (ARG) Vice
2005 Libertadores São Paulo Atlético Paranaense Campeão e vice
2006 Libertadores Internacional São Paulo Campeão e vice
2006 Recopa São Paulo Boca Juniors (ARG) Vice
2007 Libertadores Grêmio Boca Juniors (ARG) Vice
2007 Recopa Internacional Pachuca (MEX) Campeão
2008 Libertadores Fluminense LDU Quito (ECU) Vice
2008 Sulamericana Internacional Estudiantes (ARG) Campeão
2009 Libertadores Cruzeiro Estudiantes (ARG) Vice
2009 Sulamericana Fluminense LDU Quito (ECU) Vice
2009 Recopa Internacional LDU Quito (ECU) Vice
2009 Suruga Internacional Oita Trinita (JAP) Campeão
2010 Libertadores Internacional Guadalajara (MEX) Campeão
2010 Sulamericana Goiás Independiente (ARG)

Brasil se classifica para a Copa 2010

06/09/2009

Com a vitória de ontem por 3 a 1 sobre a Argentina, no estádio Gigante de Arroyito, em Rosario, a Seleção Brasileira garantiu a classificação matemática para a Copa do Mundo do ano que vem. A classificação foi obtida assim na 15ª rodada, com três de antecipação.

Nas eliminatórias para a Copa de 2006, o Brasil garantiu a classificação no dia 4 de setembro de 2005, com a vitória de 5 a 0 sobre o Chile, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Era a 16ª rodada das Eliminatórias Sulamericanas, ou seja, duas de antecipação. A Seleção ainda terminou em primeiro lugar no grupo sulamericano.

Para a Copa de 2002, o sofrimento durou até a última rodada. Era a primeira vez que a Seleção jogava as eliminatórias sulamericanas em seu novo sistema de classificação: todos contra todos, em turno e returno, classificando-se diretamente os quatro primeiros. Em 14 de novembro de 2001, com a vitória de 3 a 0 sobre a Venezuela, no Castelão, em São Luís, o Brasil conseguiu a suada classificação para a Copa de 2002 em 3º lugar, na qual seria campeão.

Como era o atual campeão mundial, o Brasil não disputou as eliminatórias para a Copa de 1998, uma vez que já tinha vaga garantida. Foi a penúltima vez que isso aconteceu. Depois disso, somente a França, campeã de 1998, já tinha vaga garantida para o Mundial seguinte. Brasil, campeão de 2002, e Itália, campeã de 2006, disputaram as Eliminatórias para as Copas seguintes normalmente.

Para a Copa de 1994, o sistema das Eliminatórias Sulamericanas era diferente. As dez seleções eram teoricamente divididas em dois grupos de cinco, mas naquela época o Chile cumpria uma suspensão da FIFA e não disputou as Eliminatórias. Em cada grupo, as seleções se enfrentavam em turno e returno, classificando-se automaticamente os campeões de cada grupo, mais o melhor segundo colocado. O outro segundo colocado ia para a repescagem. Além disso, os jogos eram disputados em apenas dois meses, entre julho e setembro, no ano anterior à Copa.

O Brasil garantiu a sua classificação também apenas na última rodada, com a vitória de 2 a 0 sobre o Uruguai no Maracanã. Era o dia 19 de setembro de 1993 e com o empate da também classificada Bolívia com o Equador, o Brasil ainda terminou em primeiro no seu grupo.

As Eliminatórias Sulamericanas (CONMEBOL) propriamente ditas começaram para a Copa de 1958. De 1958 a 1990, geralmente as 10 Seleções (em algumas ocasiões 9) eram divididas em três grupos, variando o critério de classificação e o número de vagas.

Em 1930, os países foram convidados a participar da Copa, não houve classificação em nenhum continente. Em 1934, somente Brasil e Peru mostraram interesse em disputar o mundial. Mas o Peru desistiu antes mesmo de jogar contra a Seleção, Brasil classificado. Em 1938, foi a vez da Argentina registrar sua participação no mundial com a FIFA, mas desistir antes de enfrentar o Brasil, que novamente se classificou automaticamente. Em 1950, o Brasil se classificou para a Copa automaticamente, como país-sede. Dessa vez, Argentina, Chile, Bolívia, Peru, Equador, Paraguai e Uruguai inscreveram-se para as eliminatórias. Argentina, Peru e Equador, porém desistiram antes mesmo de jogar, com os outros quatro países se classificando. A primeira partida de eliminatórias que o Brasil foi disputar aconteceu somente para a Copa de 1954. Vitória sobre o Chile por 2 a 0, em Santiago, no dia 28 de fevereiro de 1954. Além dos dois, o Paraguai também disputou uma vaga para a Copa, uma vez que o Peru retirou-se antes do início da competição e as demais seleções sulamericanas sequer se inscreveram para a Copa.

Com a vaga garantida ontem, o Brasil se tornou mais do que nunca o único país a disputar todas as 19 Copas do Mundo, inclusive a próxima, a 20ª, em 2014, por ser o país-sede.