Corinthians 100 anos

01/09/2010

Escudo Corinthians 1910Escudo CorinthiansHoje, 1 de setembro de 2010, completa 100 anos um dos maiores clubes de futebol do Brasil: o Sport Club Corinthians Paulista. O clube foi fundado em 1910 por um grupo de operários, que queriam um time popular para defrontar os clubes de elite que já existiam na cidade de São Paulo. O nome foi escolhido em homenagem ao clube inglês Corinthian Football Club, que na época havia feito uma excursão ao Brasil (em 1939 o Corinthian F. C. fundiu-se com o Casuals F. C., formando o Corinthian-Casuals Football Club, clube que existe até hoje e joga uma divisão regional na Inglaterra).

Projeto do novo estádio do Corinthians

Projeto do novo estádio do Corinthians

O Corinthians tradicionalmente manda seus jogos no estádio do Pacaembu, em São Paulo, mas também já mandou jogos no Estádio Parque São Jorge, a Fazendinha ou Alfredo Schrürig. Nas comemorações do Centenário, o clube anunciou a construção de um estádio próprio, coisa que os rivais municipais já possuem (Palmeiras – Palestra Itália e São Paulo – Morumbi). O estádio tem previsão para inauguração em 2013 e a intenção é de que seja palco de partidas da Copa do Mundo de 2014, incluindo a abertura.

O Corinthians foi o primeiro clube a conquistar o Mundial de Clubes, desde que começou a ser organizado pela FIFA, em 2000. Essa conquista, contudo, é bastante contestada pelos torcedores rivais, uma vez que o clube só participou do torneio uma vez que era representante do país-sede, como atual campeão nacional, e não foi campeão continental, ou seja, da Taça Libertadores da América. A Libertadores, por sinal, é o maior sonho de consumo da torcida corinthiana.

Camisa comemorativa do centenário do Corinthians

Dentre outros títulos que o Corinthians conquistou estão: 4 Campeonatos Brasileiros (1990, 1998, 1999 e 2005 – este último marcado pelos escândalos de arbitragem que anularam alguns jogos), 3 Copas do Brasil (1995, 2002 e 2009), 1 Brasileiro da Segunda Divisão (2008), 1 Supercopa do Brasil (1991), 5 Torneios Rio-São Paulo (1950, 1953, 1954, 1966 e 2002) e 26 Campeonatos Paulistas (o título de 1977 encerrou um jejum de 23 anos sem conquistas).

A torcida do Corinthians é considerada a segunda maior do Brasil, perdendo apenas para o Flamengo.


Logotipo da Copa do Mundo 2014

12/06/2010

Foi registrado pela FIFA no OHMI (Órgão Europeu de Registro de Marcas) o logotipo oficial da Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil. O logotipo remete ao desenho da Taça FIFA, o troféu da Copa do Mundo, e contem as cores da bandeira nacional brasileira. O desenho será apresentado oficialmente no dia 8 de julho na África do Sul.
Nesse logo de 2014, a FIFA parece ter acabado com o “padrão de desenho” Copa do Mundo, instituído em 2002, e presente nos logos de 2006 e 2010, que se tratava de um desenho estilizado também da Taça FIFA. Outro padrão que parece ter acabado foi o de logotipo das competições FIFA, que começou no Mundial de Clubes de 2006, e esteve presente em todas as competições da FIFA desde então, inclusive na Copa do Mundo Feminina de 2011, na Alemanha.

Clique AQUI para baixar o logotipo da Copa do Mundo de 2014 em arquivo vetorial, formato Corel (.cdr).
Logo do Mundial de Clubes 2006 Logo do Mundial Sub-17 de 2007 Logo do Mundial de Futsal 2008 Logo da Copa das Confederações 2009

Logo da Copa do Mundo 2002 Logo da Copa do Mundo 2006 Logo da Copa do Mundo 2010


Escudos históricos: SC Internacional

18/03/2010

Depois de tanto tempo sem postar, volto com uma nova série de posts. Dessa vez é a “Escudos históricos” onde pretendo disponibilizar, em arquivo CorelDraw, ou seja, em vetor, os escudos através do tempo dos clubes de futebol.

Para começar, um dos maiores clubes do Brasil e que completou 100 anos no ano passado, o Internacional de Porto Alegre.

Desde sua fundação, o escudo do Inter sofreu pelo menos duas grandes alterações: uma na década de 1980, com a remodelação das letras SCI, e uma no ano passado, ano do centenário do clube, com a adição do nome e do ano de fundação ao escudo. Tirando isso, outras mudanças aconteceram em 1978, quando foram adicionadas as estrelas dos Campeonatos Brasileiros de 1975 e 1976; em 1980, com a adição da estrela e das folhas de louro relativos ao Campeonato Brasileiro invicto de 1979; em 1983, com os ramos retirados; em 1993, com a adição da estrela relativa à Copa do Brasil de 1992; em 2006, com a adição de uma estrela maior, referente à conquista da Libertadores naquele mesmo ano; em 2007, com a adição de uma estrela maior ainda e prateada, relativa à conquista do Mundial do ano anterior; no segundo semestre de 2007, após a conquista da Recopa Sulamericana, com a saída de todas as estrelas e o surgimento da coroa, relativa à Tríplice Coroa (Libertadores 2006, Mundial 2006 e Recopa 2007), e os ramos prateados, novamente lembrando a conquista invicta do Brasileiro de 1979.

Para baixar o arquivo em Corel, formato cdr, clique AQUI.


Barcelona, enfim, Campió del Món

19/12/2009

FC BarcelonaA vitória apertada de 2 a 1 sobre o Estudiantes de La Plata, deu ao FC Barcelona o único título importante que faltava em sua imensa galeria de troféus: o de campeão do mundo. O clube catalão já havia perdido o título em duas oportunidades. Campeão da Champions League pela primeira vez na temporada 1991/1992, enfrentou o campeão da Libertadores daquele mesmo 1992, o São Paulo, na decisão da então Copa Europeia/Sulamericana, ou Toyota Cup, o que todos conhecemos como Mundial Interclubes. O Barcelona abriu cedo o placar do Estádio Nacional de Tóquio com o craque búlgaro Hristo Stoichkov aos 12 minutos. Porém Raí empatou aos 27 do primeiro tempo e virou aos 33 do segundo tempo, com um belo gol de falta. Aquele time do Barcelona, além de Stoichkov tinha outros bons jogadores como o dinamarquês Michael Laudrup, o zagueiro holandês Ronald Koeman, o goleiro espanhol Zubizarreta, além do atual técnico do time, Josep Guardiola.

Em 2006 já estava em disputa a Copa de Mundo de Clubes da FIFA, contanto com os campeões dos outros continentes além de Europa e América do Sul. Essa edição foi também disputada no Japão e o Barcelona já entrou na fase semifinal, onde humilhou o América do México, campeão da CONCACAF por 4 a 0, gols de Guðjohnsen, Rafa Márquez, Ronaldinho Gaúcho e Deco. Na final, no Estádio Internacional de Yokohama, enfrentou mais uma vez um clube brasileiro, o Internacional. O Barcelona pressionou o time gaúcho durante todo o jogo, mas sem sucesso. Até que numa bola lançada aos 37 do segundo tempo, o criticado Adriano Gabiru faz o gol que dá o título para o Colorado. O Barcelona era novamente vicecampeão mundial.

Esse ano a história pareceu que iria se repetir. O torneio foi disputado pela primeira vez na cidade de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Na semifinal novamente um adversário mexicano para o Barça, dessa vez o Atlante, de Cancún. O campeão da CONCACAF até abriu o placar aos 5 minutos do primeiro tempo, mas o clube catalão conseguiu a virada para 3 a 1 e mais uma chance para ser campeão mundial. Dessa vez, porém, o adversário não seria brasileiro, mas sim argentino. O Estudiantes de La Plata até tentou apelar para a superstição, entrandono Zayed Sports City de uniforme todo branco (o São Paulo e o Inter haviam vencido o Barcelona também vestidos de branco). Mesmo com a pressão do clube espanhol, o Estudiantes abriu o placar com Boselli aos 37 do primeiro tempo. O gol fez os argentinos recuarem ainda mais, mas o Barcelona não fazia o gol. O jovem Pedro, que entrou no intervalo finalmente empatou a partida aos 44 do segundo tempo, levando a decisão para a prorrogação. Um cansado Estudiantes não suportou mais a pressão do Barcelona que virou a partida aos 5 minutos do segundo tempo da prorrogação, com gol do argentino Lionel Messi, após cruzamento de Daniel Alves.

O Barcelona era campeão de tudo. Nesse ano de 2009, venceu a Tríplice Coroa: campeão espanhol, campeão da Copa do Rei (a Copa da Espanha) e campeão da UEFA Champions League (o campeonato europeu). Além disso, venceu a Supercopa Espanhola e a Supercopa da Europa. A Copa do Mundo de Clubes é o sexto título oficial do Barça no ano, algo talvez nunca atingido por nenhum clube. O atacante Pedro também conseguiu um feito inédito, sendo o primeiro jogador na história a marcar gols em seis competições diferentes no mesmo ano.

Este título foi também o quinto mundial de um clube espanhol. O Real Madrid foi campeão em 1960, 1998 e 2002 e o Atlético de Madrid campeão em 1974. O Estudiantes permanece com seu único título mundial em 1968.

Um detalhe: o Barcelona jogou a partida com seu uniforme reserva, cor “salmão”. Porém, para a cerimônia de premiação, todos os jogadores vestiram a camisa tradicional do clube, azul e grená. Algo louvável e que deveria ser repetido por todos os outros clubes campeões, que muitas vezes na hora de levantar um troféu, algo histórico, estão vestidos com camisas comemorativas ou outras quaisquer, exceto a verdadeira camisa do time.


TP Mazembe e Pohang Steelers no Mundial de Clubes

10/11/2009

No último sábado aconteceram as finais dos últimos dois torneios interclubes continentais, que definiram os últimos participantes da Copa do Mundo de Clubes FIFA, que será realizada na cidade de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, em dezembro.

TP Mazembe

Pela  final da CAF Champions League (Liga dos Campeões da África), em Lubumbashi, na RD Congo, o TP Mazembe venceu o Heartland, da Nigéria, por 1 a 0. Como no primeiro jogo, na casa do adversário, os congoleses haviam perdido por 2 a 1, foram campeões pelo critério de gols marcados fora de casa. Foi o terceiro título africano do clube (1967, 1968, 2009) que também haviam sido vice-campeões em 1969 e 1970.

 

 

Pohang Steelers FCPela final da AFC Champions League (Liga dos Campeões da Ásia), em partida única realizada no Estádio Nacional de Tóquio, os sul-coreanos do Pohang Steelers venceram os sauditas do Al-Ittihad por 2 a 1 e foram campeões asiáticos. Foi também o terceiro título asiático do clube (1997, 1998, 2009). O Pohang Steelers é treinado pelo brasileiro Sérgio Farias, além de contar com os brasileiros Denílson (começou a carreira no Camaçari, da Bahia) e Vaguinho (ex-Ponte Preta, Portuguesa e Joinville).