Centenário do Coritiba

Coritiba Foot Ball Club No dia 12 de outubro de 1909, há exatos 100 anos, era fundado aquele que se tornaria um dos grandes clubes do futebol brasileiro, o Coritiba Foot Ball Club.

O clube foi fundado como Corytibano, a forma como eram chamados aqueles que nasciam em Corytiba (grafia da época). Em abril de 1910, o clube mudou o nome para Corytiba. Dois anos mais tarde, a cidade mudou sua grafia para Curytiba, mas o clube preferiu não acompanhar a alteração. O “y” da cidade e do clube só caiu em 1915.

O primeiro jogo do clube aconteceu em 16 de junho de 1910, quando venceu o Ponta Grossa por 5 a 3.

O Coritiba manda seus jogos no estádio Couto Pereira, uma homenagem ao major cearense Major Antônio Couto Pereira, presidente do clube em 1926, 1927 e de 1930 a 1933. Foi ele quem começou a construção do estádio, inaugurado em 1932. Esse nome só foi oficializado em 1977, após o falecimento do homenageado. Até essa data o estádio se chamava Belfort Duarte, e ainda é conhecido também como Alto da Glória, o bairro onde está situado.

camisa_coritiba_2009 Como não admitia jogadores negros no time, o Coritiba era hostilizado pelos rivais. Em 1939, o atleticano Jofre Cabral xingou o beque Breyer Hanz Egon de “coxa-branca”. O termo ficou marcado e, anos depois, foi bem aceito pelo Coritiba.

O ex-goleiro Jairo é o jogador que mais jogou no Coxa (408 jogos oficiais e 32 amistosos). Com Jairo no gol o time foi hexacampeão (o goleiro foi titular nas conquistas de 1972/73/74/75/76) e, na década de 1980, quando Jairo voltou ao clube, levantou a taça de Campeão Brasileiro de 1985, como reserva.

O clube foi campeão paranaense pela primeira vez em 1916 mas só voltou a conquistá-lo em 1927. Em 1940 o clube foi convidado para inaugurar o estádio do Pacaembu, em São Paulo. Zequinha, jogador do clube, fez o primeiro gol no estádio, mas o Coxa perdeu por 6 a 2 para o Palestra Itália (atual Palmeiras). Em 1942 o Coritiba conquista seu primeiro bicampeonato estadual, e em 1947 e 1952 mais dois bicampeonatos. Em 1954 campeão e em 1956/57 bicampeão. Em 1959/60 o quinto bicampeonato. Em 1968 é campeão novamente, ao vencer o Atlético dos campeões mundiais Bellini e Djalma Santos. Em 1973 o Coritiba sagra-se campeão do Torneio do Povo, que reuniu Flamengo, Corinthians, Internacional e Atlético Mineiro.

Entre 1971 e 1976 o Coritiba se torna hexacampeão paranaense, igualando o feito do Britânia entre 1918 e 1923. No Brasileiro de 1979 o clube alcança sua melhor colocação até então, perdendo as semifinais para o Vasco. Em 1980 repete o feito, dessa vez derrotado pelo Flamengo.

Coritiba Campeão Brasileiro de 1985

Marco Aurélio levanta o troféu da Taça de Ouro (Campeonato Brasileiro)

Em 1985 aquele que foi o maior título do clube até hoje, a Taça de Ouro, como era chamado o Campeonato Brasileiro. Na primeira fase, em um grupo de 10 clubes, o Coxa terminou apenas na 7ª colocação com 5 vitórias em 20 jogos. Mas o regulamento previa que o campeão do turno e do returno se classificavam para a próxima fase, além dois dois clubes com mais pontos na soma dos dois turnos. O Coritiba ficou em 1º no returno do grupo e se classificou para a segunda fase. Na segunda fase, caiu num grupo com Sport, Joinville e Corinthians, terminando em 1º e classificando-se para as semifinais da competição. Na semifinal, venceu o Atlético Mineiro em casa por 1 a 0 e empatou fora por 0 a 0, sendo o primeiro clube paranaense a disputar a final do campeonato. A final deste ano foi disputada em apenas um jogo, e como o Bangu teve melhor campanha que o Coxa, a partida foi disputada no Maracanã. A partida terminou 1 a 1 no tempo normal. A prorrogação ficou em 0 a 0 e a decisão foi para os pênaltis. Nas cobranças, Índio, Marco Aurélio (que hoje é técnico), Édson, Lela, Vavá e Gomes marcaram para o Coritiba. Gilson Gênio, Pingo, Baby, Mário Marques e Marinho fizeram para o Bangu. Porém, na última cobraçna, o alvirrubro Ado desperdiçou e assim o Coritiba foi campeão brasileiro de 1985.

Com o título, no ano seguinte disputou a Taça Libertadores. Na primeira fase, terminou em primeiro num grupo com Bangu, e os equatorianos Deportivo Quito e Barcelona de Guayaquil. Porém, na segunda fase deu azar e caiu num grupo com Argentinos Juniors (atual campeão) e River Plate, ficando em 3º e sendo eliminado.

Em 1989, apesar do título estadual, o Coritiba foi rebaixado no campeonato brasileiro. O Coritiba queria disputar seu jogo decisivo, na última rodada, no mesmo horário que seu adversário direto. A CBF já havia dado essa permissão ao Vasco, mas não deu aos paranaenses. O clube resolveu então protestar e deixou o Santos esperando em campo, na partida que estava marcada para a cidade de Juiz de Fora. O STJD suspendeu o Coritiba das competições nacionais por um ano, além de rebaixá-lo para a segunda divisão.

Coxa 100 anos O Coxa só conseguiria retornar para a primeira divisão em 1996, após ser vice-campeão da Série B em 1995, perdendo o título para os rivais do Atlético Paranaense. Em 1999 o Coritiba volta a ser campeão paranaense após um jejum de 10 anos. Em 2001 perde a final da Copa Sul-Minas para o Cruzeiro. O título estadual só voltaria a ser conquistado em 2003. No mesmo ano, o clube fica em 5º lugar no Brasileiro, ganhando vaga para a Libertadores do ano seguinte. Mas num grupo com Sporting Cristal (PER), Rosário Central (ARG) e Olímpia (PAR), fica em terceiro lugar e é eliminado.

Em 2005, o clube vai mal no Brasileiro e é rebaixado, junto com Atlético Mineiro, Paysandu e Brasiliense. Em 2006, termina a Série B em 6º e permanece na segundona por mais um ano. Em 2007, porém, garante o acesso para a primeira divisão com algumas rodadas de antecedência. Na última rodada, vira a partida contra o Santa Cruz no último minuto, superando o Ipatinga e sendo campeão brasileiro da segunda divisão.

Por todos estes feitos, o Coritiba é considerado um dos 20 maiores do Brasil.

3 respostas para Centenário do Coritiba

  1. Felipe disse:

    “Como não admitia jogadores negros no time, o Coritiba era hostilizado pelos rivais. Em 1939, o atleticano Jofre Cabral xingou o beque Breyer Hanz Egon de “coxa-branca”. O termo ficou marcado e, anos depois, foi bem aceito pelo Coritiba.”

    Isso é uma mentira.Moacir Gonçalves, era negro e jogou no início da década de 30…..
    Parem com as mentiras…..

  2. Ricardo disse:

    “Como não admitia jogadores negros no time, o Coritiba era hostilizado pelos rivais.” ???

    cara isso é mentira!!! já saiu até livro (e mais de um) desmentindo essa historia de racismo dentro do coritiba.

    Primeiro, o Coritiba, na sua fundação, se desafiliou ao clube alemão o qual os fundadores eram socios, para q ñ alemães pudesse se afiliar ou jogar no clube.
    Segundo, a cidade de Curitiba nasceu de colonias europeias, sempre houve poucos negros aqui, ainda mais no inicio do século.
    Terceiro, o Coritiba, já na decada de 30 teve tesoureiro e jogador negro.
    Quarto, essa mentira foi espalhada pelo rival atlético-pr. os atléticanos falavam q o Coritiba ñ aceitava negros, por pura rivalidade clubistica. gostavam de pegar no pé dos coritibanos pq tinham muitos alemães na torcida e no time. falavam q o Coritiba ñ aceitava negors, mas, o Coritiba teve jogador negro antes do proprio atlético-pr ter um.
    Quinto. tem time famoso do rio de janeiro, onde a população de negros sempre foi alta, q antes da decada de 30 ñ tinha jogador negro tambem, mas ninguem fala sobre isso. assim como os atléticanos, ao falarem mal dos germanicos, esquecem q o proprio atlético-pr tambem foi fundado por eles.

    • Daniel disse:

      obrigado pelas observações. só coloquei o que eu tinha conhecimento. não sabia da existência da história que você contou e sequer dos livros. valeu a dica!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: