Espanha Campeã Mundial

11/07/2010

Com a vitória por 1 a 0 sobre a Holanda (gol de Iniesta), a Seleção Espanhola é a mais nova integrante do seleto grupo dos campeões da Copa do Mundo. O time espanhol, cuja melhor colocação havia sido um quarto lugar na Copa de 1950, no Brasil, venceu sua primeira final de Copa. A Holanda, por sua vez, perdeu sua terceira final de Copa do Mundo; as outras haviam sido em 1974 e 1978, com o lendário time do Carrossel Holandês.

Foi a sexta final de Copa do Mundo que foi para a prorrogação:
– 1934: Itália 2 x 1 Tchecoslováquia (1 x 1 no tempo normal, 1 x 0 na prorrogação)
– 1966: Inglaterra 4 x 2 Alemanha (2 x 2 no tempo normal, 2 x 0 na prorrogação)
– 1978: Argentina 3 x 1 Holanda (1 x 1 no tempo normal, 2 x 0 na prorrogação)
– 1994: Brasil 0 x 0 Itália (3 x 2 nos pênaltis)
– 2006: Itália 1 x 1 França (1 x 1 no tempo normal, 0 x 0 na prorrogação, 5 x 3 nos pênaltis)
– 2010: Espanha 1 x 0 Holanda (0 x 0 no tempo normal)

Curiosidades:

- Foi a primeira vez que uma seleção foi campeã mundial mesmo perdendo sua primeira partida na Copa (derrota da Espanha para a Suíça por 1 a 0).
– Foi a primeira vez, desde 1978 (Argentina x Holanda) que dois times que nunca foram campeões chegaram a uma final.
– Foi a primeira final de Copa do Mundo sem Brasil, Itália, Alemanha ou Argentina.
– Foi a primeira vez que uma seleção europeia venceu uma Copa do Mundo fora do continente europeu.
– Foi apenas a segunda vez que a Europa consegue dois títulos consecutivos (Itália, 2006 e Espanha, 2010). A outra vez havia sido em 1934 e 1938 (Itália bicampeã).
– A Europa agora possui 10 títulos de Copa do Mundo, contra 9 da América do Sul.

Clique AQUI para baixar os logos da Real Federación Española de Fútbol em formato vetorial (.CDR).


Mais Jabulani

10/07/2010

Como já havia sido feito na final da Copa de 2006, quando foi feita a +Teamgeist Berlin, a Copa de 2010 terá uma bola especial para a sua final, amanhã, entre Holanda e Espanha. Trata-se da Jo’bulani, uma versão da Jabulani com desenhos na cor dourada. O nome é uma homenagem à cidade que receberá a final, Joanesburgo, que comumente é chamada também de Jo’burg.

A Jo’bulani é mais uma versão da Jabulani das várias versões da bola que virão pela frente.

Primeiramente, antes mesmo da Copa do Mundo, na Copa Africana de Nações de 2010, a bola oficial do torneio foi a Jabulani Angola, que possuía as cores do país-sede.

Semana passada foi anunciada pela LPFP (Liga Portuguesa de Futebol Profissional) a bola do Campeonato Português 2010/2011. Trata-se de uma Jabulani laranjada com as cores portuguesas.

Agora foi a vez do Fluminense, patrocinado também pela adidas, lançar sua “Jabulani Fluminense”. A bola provavelmente será utilizada nos treinamentos do clube, uma vez que no Campeonato Brasileiro a bola é a Nike quem fornece. Entretanto, se surgiu essa Jabulani para o tricolor carioca, é provável que aconteça o mesmo com outros clubes patrocinados pela adidas, como Palmeiras, River Plate e clubes europeus.


Semifinais das Copas do Mundo

04/07/2010

Foram definidos os quatro semifinalistas da Copa do Mundo. E contrariando a fase anterior do torneio, de maioria de seleções sulamericanas, agora a superioridade é europeia.
O Uruguai impediu que uma seleção africana chegasse pela primeira vez a uma semifinal de Copa do Mundo, ao eliminar Gana nos pênaltis, e garantir pela quinta vez a presença entre os quatro primeiros, o que não ocorria desde 1970. As outras vezes foram em 1930, 1950 e 1954.
A Holanda eliminou o Brasil e disputará sua segunda semifinal (a primeira foi em 1998), embora estará pela quarta vez entre os primeiros quatro colocados, uma vez que em 1974 e 1978 o time da Laranja Mecânica classificou-se para as finalíssimas através de grupos.
A Espanha chega apenas pela segunda vez em uma semifinal. A outra havia sido em 1950.
Já a Alemanha chega pela 12ª vez entre os quatro primeiros, sagrando-se a maior semifinalista da história das Copas.

Das 19 Copas do Mundo realizadas até hoje (incluindo 2010), em14 delas a Europa teve superioridade em número de semifinalistas. A América do Sul só conseguiu esse feito uma vez, em 1930. As outras 4 (1950, 1962, 1970 e 1978) teve 2 europeus e 2 sulamericanos. Nas Copas de 1934, 1966, 1982 e 2006 os quatro semifinalistas foram europeus.

Somente em 1930 (Estados Unidos) e 2002 (Coreia do Sul) houve semifinalistas que não eram sulamericanos nem europeus.

Em 1958, 1986, 1994 e 2002, os únicos países sulamericanos que chegaram à semifinal sagraram-se campeões. Fato que o Uruguai tentará fazer este ano.

Copa de 2010 – África do Sul

Europa – 3 – Holanda, Alemanha e Espanha
América do Sul – 1 – Uruguai

Copa de 2006 – Alemanha

Europa – 4 – Alemanha, Itália, Portugal e França

Copa de 2002 – Coreia do Sul/Japão

Europa – 2 – Alemanha e Turquia
América do Sul – 1 – Brasil
Ásia – 1 – Coreia do Sul

Copa de 1998 – França

Europa – 3 – Holanda, França e Croácia
América do Sul – 1 – Brasil

Copa de 1994 – Estados Unidos

Europa – 3 – Itália, Bulgária e Suécia
América do Sul – 1 – Brasil

Copa de 1990 – Itália

Europa – 3 – Itália, Alemanha e Inglaterra
América do Sul – 1 – Argentina

Copa de 1986 – México

Europa – 3 – Alemanha, França e Bélgica
América do Sul – 1 – Argentina

Copa de 1982 – Espanha

Europa – 4 – Polônia, Itália, Alemanha e França

Nas Copas de 1974 e 1978, a final foi decidida pelos primeiros colocados dos dois grupos da segunda fase. Os segundos colocados de cada grupo disputaram o 3º lugar. Sendo assim, aqui contabilizarei os quatro primeiros colocados.

Copa de 1978 – Argentina

América do Sul – 2 – Argentina e Brasil
Europa – 2 – Holanda e Itália

Copa de 1974 – Alemanha

Europa – 3 – Alemanha, Holanda e Polônia
América do Sul – 1 – Brasil

Copa de 1970 – México

América do Sul – 2 – Brasil e Uruguai
Europa – 2 – Itália e Alemanha

Copa de 1966 – Inglaterra

Europa – 4 – Alemanha, União Soviética, Inglaterra e Portugal

Copa de 1962 – Chile

América do Sul – 2 – Brasil e Chile
Europa – 2 – Tchecoslováquia e Iugoslávia

Copa de 1958 – Suécia

Europa – 3 – França, Alemanha e Suécia
América do Sul – 1 – Brasil

Copa de 1954 – Suíça

Europa – 3 – Hungria, Alemanha e Áustria
América do Sul – 1 – Uruguai

Copa de 1950 – Brasil

América do Sul – 2 – Uruguai e Brasil
Europa – 2 – Suécia e Espanha

Copa de 1938 – França

Europa – 3 – Hungria, Suécia e Itália
América do Sul – 1 – Brasil

Copa de 1934 – Itália

Europa – 4 – Itália, Áustria, Tchecoslováquia e Alemanha

Copa de 1930 – Uruguai

América do Sul – 2 – Argentina e Uruguai
Américas do Norte e Central – 1 – Estados Unidos
Europa – 1 – Iugoslávia


Distribuição de países por continente nas oitavas de final da Copa do Mundo

27/06/2010

Muito se falou sobre a fraca presença dos países europeus na fase de oitavas de final dessa Copa do Mundo de 2010. De fato, foi a menor na história, com apenas 6 equipes entre os 16 finalistas. Ao mesmo tempo, também foi a melhor participação dos sulamericanos, colocando 5 equipes entre os 16.

Copa de 2010

UEFA (Europa) – 6/16 (37,5 %) – Holanda, Eslováquia, Alemanha, Inglaterra, Espanha e Portugal
CONMEBOL (América do Sul) – 5/16 (31,25 %) – Uruguai, Brasil, Chile, Argentina e Paraguai
AFC (Ásia) – 2/16 (12,5 %) – Coreia do Sul e Japão
CONCACAF (Ámericas do Norte e Central) – 2/16 (12,5 %) – Estados Unidos e México
CAF (África) – 1/16 (6,25 %) – Gana

Copa 2006

UEFA (Europa) – 10/16 – Alemanha, Suécia, Itália, Suíça, Ucrânia, Inglaterra, Portugal, Holanda, Espanha e França
CONMEBOL (América do Sul) – 3/16 – Argentina, Equador e Brasil
CONCACAF (Américas do Norte e Central) – 1/16 – México
OFC (Oceania) – 1/16 – Austrália
CAF (África) – 1/16 – Gana

Copa 2002

UEFA – 9/16 – Alemanha, Espanha, Irlanda, Itália, Dinamarca, Inglaterra, Bélgica, Suécia e Turquia
CONMEBOL – 2/16 – Paraguai e Brasil
CONCACAF – 2/16 – México e Estados Unidos
AFC – 2/16 – Japão e Coreia do Sul
CAF – 1/16 – Senegal

Copa 1998

UEFA – 10/16 – Dinamarca, Holanda, Iugoslávia, Inglaterra, Itália, Noruega, França, Alemanha, Romênia e Croácia
CONMEBOL – 4/16 – Brasil, Chile, Argentina e Paraguai
CAF – 1/16 – Nigéria
CONCACAF – 1/16 – México

Copa 1994

UEFA – 10/16 – Romênia, Suécia, Holanda, Irlanda, Alemanha, Bélgica, Bulgária, Itália, Espanha e Suíça
CONMEBOL – 2/16 – Argentina e Brasil
CONCACAF – 2/16 – Estados Unidos e México
AFC – 1/16 – Arábia Saudita
CAF – 1/16 – Nigéria

Copa 1990

UEFA – 10/16 – Itália, Romênia, Irlanda, Espanha, Iugoslávia, Alemanha, Holanda, Tchecoslováquia, Inglaterra e Bélgica
CONMEBOL – 4/16 – Uruguai, Brasil, Argentina e Colômbia
CONCACAF – 1/16 – Costa Rica
CAF – 1/16 – Camarões

Copa 1986

UEFA – 10/16 – Polônia, França, Itália, Alemanha, Bulgária, Inglaterra, União Soviética, Bélgica, Dinamarca e Espanha
CONMEBOL – 4/16 – Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai
CAF – 1/16 – Marrocos
CONCACAF – 1/16 – México

Em 1930 e de 1950 a 1982 não havia a fase de oitavas de final.

As Copas de 1934 e 1938 foram todas no sistema de mata-mata, com a primeira fase tendo todas as 16 equipes:

Copa de 1938

Europa – 13/16 – França, Bélgica, Itália, Noruega, Polônia, Tchecoslováquia, Holanda, Alemanha, Suíça, Hungria, Suécia, Áustria e Romênia
América do Sul – 1/16 – Brasil
Ásia – 1/16 – Índias Orientais Holandesas (atual Indonésia)
Américas do Norte e Central – 1/16 – Cuba

Copa de 1934

Europa – 12/16 – Itália, Espanha, Áustria, França, Hungria, Tchecoslováquia, Romênia, Holanda, Suíça, Alemanha, Bélgica e Suécia
América do Sul – 2/16 – Brasil e Argentina
Américas do Norte e Central – 1/16 – Estados Unidos
África – 1/16 – Egito


Estreias do Brasil em Copas do Mundo

12/06/2010

A Seleção Brasileira, como se sabe, participou de todas as Copas do Mundo até então, além de ter participação garantida na próxima edição, em 2014, por ser o país-sede. Neste ano, na África do Sul, o Brasil fará sua estreia contra a Coreia do Norte, seleção asiática, no dia 15 de junho, em Joanesburgo. Das 18 partidas até hoje, somente 3 delas não foram contra uma equipe europeia (em 1950, 1954 e 1962, todas contra o México). Ou seja, essa será a primeira vez desde 1962 que o Brasil não estreiará contra um europeu. Das 18 partidas, o Brasil só perdeu as duas primeiras, em 1930 e 1934. De lá para cá, foram 13 vitórias e 3 empates. Desde 1982 a Seleção venceu todos os jogos.

Quanto aos adversários, foram 3 jogos contra o México, 2 contra a Espanha, contra a Iugoslávia (mais 1 contra a Croácia) e contra a Suécia, e 1 contra a União Soviética (mais 1 contra a Rússia), contra a Turquia, contra a Escócia, contra a Tchecoslováquia, contra a Bulgária, contra a Áustria e contra a Polônia.

Confira todas as estreias do Brasil em Copas do Mundo:

2010 (15/06) – Brasil x Coreia do Norte – Ellis Park Stadium, Johannesburg (Joanesburgo)

2006 (13/06) – Brasil 1 x 0 Croácia – Olympiastadion, Berlin (Berlim)

2002 (03/06) -Brasil 2 x 1 Turquia – Munsu Cup Stadium, Ulsan

1998 (10/06) – Brasil 2 x 1 Escócia – Stade de France, Saint-Denis [Também foi o jogo de abertura da Copa]

1994 (20/06) – Brasil 2 x 0 Rússia – Stanford Stadium, San Francisco

1990 (10/06) – Brasil 2 x 1 Suécia – Stadio delle Alpi, Torino (Turim)

1986 (01/06) – Brasil 1 x 0 Espanha – Estadio Jalisco, Guadalajara

1982 (14/06) – Brasil 2 x 1 União Soviética – Estadio Ramón Sánchez Pizjuán, Sevilla (Sevilha)

1978 (03/06) – Brasil 1 x 1 Suécia – Estadio José Maria Minella, Mar del Plata

1974 (13/06) – Brasil 0 x 0 Iugoslávia – Waldstadion, Frankfurt

1970 (03/06) – Brasil 4 x 1 Tchecoslováquia – Estadio Jalisco, Guadalajara

1966 (12/07) – Brasil 2 x 0 Bulgária – Goodison Park, Liverpool

1962 (30/05) – Brasil 2 x 0 México – Estadio Sausalito, Viña del Mar [Foi um dos 4 jogos de abertura da Copa]

1958 (08/06) – Brasil 3 x 0 Áustria – Rimnersvallen, Uddevalla

1954 (16/06) – Brasil 5 x 0 México – Charmilles Stadium, Genève (Genebra)

1950 (24/06) – Brasil 4 x 0 México – Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro

1938 (05/06) – Brasil (4 x 4, 6 x 5 após prorrogação) Polônia – Stade de la Meinau, Strasbourg (Estrasburgo)

1934 (27/05) – Espanha 3 x 1 Brasil – Stadio Luigi Ferraris, Genoa (Gênova) [Foi um dos 8 jogos de abertura da Copa]

1930 (14/07) – Iugoslávia 2 x 1 Brasil – Estadio Parque Central, Montevideo (Montevidéu)


Brasil e os grupos da Copa do Mundo

04/12/2009

Foram sorteados hoje os grupos para a Copa de 2010. O Brasil ficou no grupo G, juntamente com Coreia do Norte, Costa do Marfim e Portugal.

Na Copa de 1930, a primeira da história, o Brasil foi o cabeça-de-chave do grupo 2, onde também estavam Iugoslávia e Bolívia. Naquela Copa, dos quatro grupos, três tinham três times e só o primeiro tinha quatro. O Brasil perdeu para a Iugoslávia por 2 a 1, e mesmo com a vitória sobre a Bolívia por 4 a 0, foi eliminado. A Iugoslávia venceu os bolivianos também por 4 a 0 e se classificou para as semifinais

A Copa de 1934 foi disputada no estilo mata-mata, não havendo os grupos. No único jogo que disputou, o Brasil perdeu para a Espanha por 3 a 1 e foi eliminado. Em 1938, novamente o mata-mata, mas dessa vez a Seleção teve mais competência. Após empate por 4 a 4 com a Polônia no tempo normal, o Brasil fez 2 a 1, indo para as quartas de final. Nessa fase, enfrentou a Tchecoslováquia e empatou por 1 a 1, empate este que permaneceu até o fim da prorrogação. Como não havia disputa de pênaltis na época, os times voltaram a se enfrentar dois dias depois e dessa vez deu Brasil: 2 a 1. Nas semifinais, o Brasil perdeu para os campeões, a Itália, perdendo por 2 a 1. Na disputa pelo 3º lugar, o Brasil venceu a Suécia por 4 a 2.

Em 1950, novamente a Iugoslávia no grupo do Brasil, agora o grupo 1. Além dos iugoslavos, também Suíça e México no grupo. O Brasil classificou-se em primeiro, com duas vitórias (4-0 MEX, 2-0 IUG) e um empate (2-2 SUI). Em 1954 o Brasil novamente caiu no grupo 1, e novamente enfrentou Iugoslávia e México; o outro componente do grupo era a França. Um regulamento esdrúxulo previa que cada time só faria duas partidas por grupo. Assim, o Brasil só enfrentou México (vitória brasileira por 5 a 0) e Iugoslávia (empate por 1 a 1). O Brasil classificou-se em primeiro no grupo, com iugoslavos em segundo (venceram a França).

Na primeira Copa em que seria campeão, em 1958, o Brasil caiu num difícil grupo 4, só com seleções europeias: Áustria (BRA 3-0), Inglaterra (1-1) e União Soviética (BRA 2-0). Brasil em primeiro, URSS em segundo, classificados. Na campanha do bi, em 1962, o Brasil foi para o grupo 3, onde enfrentou novamente o México (BRA 2-0), Tchecoslováquia (0-0) e Espanha (BRA 2-1). Brasil em primeiro, tchecos em segundo, classificados.

Em 1966, pela primeira vez o Brasil não passa da fase de grupos. Pelo grupo 3, a Seleção venceu a Bulgária por 2 a 0, mas perdeu para Hungria e Portugal, ambos por 3 a 1, e foi eliminada. Portugal e Hungria passaram para a próxima fase. Na Copa de 1970 a história já foi diferente. Pela terceira copa seguida no grupo 3, o Brasil venceu a Tchecoslováquia por 4 a 1, a Inglaterra por 1 a 0 e a Romênia por 3 a 2, classificando-se em primeiro. Os ingleses foram os outros classificados.

Em 1974, o Brasil foi para o grupo 2. O Brasil empatou com a Iugoslávia e a Escócia por 0 a 0. Iugoslavos e escoceses empataram em 1 a 1. A decisão dos classificados ficou pelo saldo de gols, contra o outro adversário do grupo, o Zaire. Os escoceses venceram os africanos por 2 a 0 e ficaram em terceiro, também sendo eliminados. O Brasil venceu por 3 a 0 e foi classificado em segundo lugar, enquanto a Iugoslávia venceu por 9 a 0 e se classificou em primeiro.

Na Copa de 1978 o Brasil caiu no difícil grupo 3. Empatou com Suécia (1-1) e Espanha (0-0) e com a vitória por 1 a 0 sobre a Áustria, classificou-se em segundo. Os austríacos classificaram-se em primeiro da mesma forma, com os mesmos 4 pontos que o Brasil, mas com uma vitória a mais.

Na Copa de 1982 o Brasil foi para o grupo 6. Três vitórias (2-1 na União Soviética, 4 a 1 na Escócia e 4 a 0 na Nova Zelândia) e primeiro lugar no grupo. Em segundo classificaram-se os soviéticos. Em 1986, da mesma forma, três vitórias (1 a 0 na Espanha, 1 a 0 na Argélia e 3 a 0 na Irlanda do Norte) e primeiro lugar no grupo D. Espanha em segundo também classificada.

Em 1990, de novo, três vitórias (2 a 1 na Suécia, 1 a 0 na Costa Rica e 1 a 0 na Escócia) e, de novo, primeiro lugar no grupo C. A Costa Rica ficou em segundo, eliminando os dois europeus do grupo. Na campanha do tetra o Brasil caiu no grupo B, e terminou em primeiro, assim como nas últimas três copas, mas dessa vez não venceu os três jogos. Venceu Rússia (2-0) e Camarões (3-0), mas empatou com a Suécia por 1 a 1. Brasil e Suécia classificados.

Na Copa de 1998, como atual campeão, o Brasil foi para o grupo A. Classificou-se em primeiro, apesar da derrota para a Noruega por 2 a 1 no terceiro jogo. O Brasil venceu a Escócia por 2 a 1 e Marrocos por 3 a 0. Os noruegueses ficaram em segundo. Na Copa de 2002 o Brasil foi para o grupo C, teoricamente fácil, e venceu os três jogos. Primeiro lugar ao vencer Turquia (2-1), China (4-0) e Costa Rica (5-2). Turcos garantiram o segundo lugar.

Na última Copa, em 2006, o Brasil foi para o grupo F. Novamente, venceu os três jogos. 1 a o na Croácia, 2 a 0 na Austrália e 4 a 1 no Japão. Os australianos, surpreendendo os croatas, ficaram com a classificação como segundo lugar. Em resumo, as seleções que o Brasil enfrentou em primeiras fases de Copa do Mundo:

Escócia: 1974, 1982, 1990, 1998
Espanha: 1934, 1962, 1978, 1986
Iugoslávia: 1930, 1950, 1954, 1974
Suécia: 1978, 1990, 1994
União Soviética / Rússia: 1958, 1982 / 1994
México: 1950, 1954, 1962
Portugal: 1966, 2010
Costa Rica: 1990, 2002
Áustria: 1958, 1978
Tchecoslováquia: 1962, 1970
Inglaterra: 1958, 1970
Coreia do Norte: 2010
Costa do Marfim: 2010
Croácia: 2006
Austrália: 2006
Japão: 2006
Turquia: 2002
China: 2002
Marrocos: 1998
Noruega: 1998
Camarões: 1994
Argélia: 1986
Irlanda do Norte: 1986
Nova Zelândia: 1982
Zaire: 1974
Romênia: 1970
Bulgária: 1966
Hungria: 1966
Suíça: 1950
Polônia: 1938
Bolívia: 1930


Camisas de seleções da adidas para 2010 (2)

11/11/2009

Após a overdose de lançamentos da Puma, nos últimos dias foi a vez da adidas mostrar mais camisas de seleções para os próximos dois anos. Eu já havia mostrado aqui as de Alemanha, França e Grécia. Hoje é a vez de África do Sul, Argentina, Espanha, Japão, Paraguai e México. Vale lembrar que nessa coleção a adidas oferece aos jogadores duas opções de camisas: o já utilizado Formotion e o novo Techfit. As camisas Techfit são mais justas e tem esse adereço, parecido com um adesivo, como se pode ver nas camisas de Argentina, Japão e México. Nelas, o escudo é colado, quase como um adesivo também. Nas Formotion é costurado, tradicionalmente.

africadosul1011 A camisa da África do Sul tem detalhes “tribais” na gola.

argentina1011 argentina1011-techfit A camisa da Argentina foi inspirada na usada em 1986.

espanha1011 A camisa da Espanha tem as cores mais “vivas” e deixa de usar o dourado e o azul marinho, presente nas últimas duas camisas.

japao1011 O detalhe em vermelho na gola da camisa do Japão remete aos samurais.

mexico1011 A camisa do México tem um verde que lembra as camisas das décadas de 1980 e 1990.

paraguai1011 A camisa do Paraguai mantem a simplicidade de sempre.

Imagens retiradas do Football Shirt Culture, Minhas Camisas e Globoesporte.com.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.